segunda-feira, 7 de junho de 2010

Adia

"Adia tudo. Nunca se deve fazer hoje o que se pode deixar de fazer também amanhã. Nem mesmo é necessário que se faça qualquer coisa amanhã ou hoje."

Sou eu ou é Bernardo Soares o heterônimo?

2 comentários:

  1. achei muito legal seu blog e essa poesia.
    convido vc a visitar um outro espaço poético o http://www.nasarje.blogspot.com/ se possivel poste um comentário por lá.
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Acho melhor, então, nada fazer. Por que fazer amanhã o que posso fazer hoje?

    ResponderExcluir